Bem vindo e fique a vontade. Agradecemos qualquer comentário, sugestão, crítica ou colaboração.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sandman

Criada pelo escritor inglês Neil Gaiman em 1988, “Sandman” é uma série de histórias em quadrinhos que mostra o universo do senhor dos sonhos.  Isto é, Mr. Sandman, ou Morpheus, é a personificação do próprio mestre controlador dos sonhos de homens e animais.  Perpétuo em sua natureza, possui outros seis irmãos, também com qualidades divinas, que controlam outros aspectos da natureza.  São eles: Morte, Destino, Delírio, Destruição, Desejo e Desespero.  Todos “perpétuos” que teem como sina a administração daquilo no que são mestres.

Uma das belíssimas capas feitas por Dave McKean

A série saiu pelo selo de quadrinhos para adultos chamado “Vertigo”, pertencente à DC Comics.  Teve início no ano de 1988 e seu final publicado em 1996.  Em seu total, as histórias estão divididas em arcos que podem ser encontradas em sagas de vários episódios ou em histórias curtas de um só exemplar.  Algumas histórias complementares com alguns dos irmãos, também fazem parte deste universo fantástico, apesar de não terem uma cronologia rigorosa no roteiro da existência de Sandman
A que mais recebeu destaque foi Morte, por ser personificada num belíssimo corpo de ninfeta gótica e também por ser um tema tão intrigante para todo e qualquer ser vivo.  As revistas tinham formato americano, mas praticamente tudo pode ser encontrada pra venda em formato encadernado de capa dura e papel coche.  Porém, com preço um tanto “salgado”.  Durante esse tempo, ganhou prêmios, influenciou teatro, cinema, TV, games, músicas e bandas.
No Brasil a série foi publicada por completo, mas em várias editoras diferentes mudando várias vezes de formato e, em alguns casos, mudando até a coloração e tradução.  Tudo devido às constantes mudanças geradas pela instabilidade no mercado dos quadrinhos que afetavam cronologia das histórias e direitos autorais de publicação.  Os luxuosos formatos encadernados também foram disponibilizados no Brasil e são muito desejados por colecionadores, principalmente os primeiros arcos que acabaram se tornando raridades e hoje valem ouro no meio.
O mundo dos sonhos, ministrado por Sandman é onde todos os seres vivos teem suas vidas e sentimentos expostos em convergência com a maestria deste perpétuo.  Neste mundo, se desenrolam histórias de medo, de crises existenciais, de desamparo, de solidão, tudo com uma realidade paralela onde a própria vivência pode ser modificada de modo quântico imaginário ou espiritual.  O teor é poético e lírico.  As referências são diversas e remetem a rock and roll, Oscar Wilde, ao jazz de Chat Baker, Billie Holiday e Miles Davis, ao renascentismo, a William Shakespeare e muitos outros ícones e fatos artísticos.  O conteúdo é tão erudito que torna a violência e a psicologia densa em elementos românticos dos contos.

Sr. Morpheus e seus irmãos perpétuos

Como dito acima, a aparência de Morte é gótica e esse é o geral dos demais irmãos.  O próprio Morpheus também tem um visual dark que mais parece Robert Smith (guitarrista/vocalista da banda The Cure) quando magro.  Porém, essa aparência, cada um deles tem o poder de modificar dependendo de sua vontade própria ou até mesmo de necessidade da ocasião.  Todos teem uma essência divina de onipresença para participação com milhares de pessoas no mundo todo que estejam em atuação de determinada peculiaridade.  Por exemplo, milhares de soldados guerreando, estão sujeitas ao domínio de Desespero, de Delírio, Destruição, Destino e Morte.  Bem como milhares de pessoas dormindo ao mesmo tempo no mundo todo, estão sujeitas aos domínios de Sandman.  A propósito, Morpheus é chamado de “Sandman” (homem areia) por possuir um saquinho com uma areia mágica que induz qualquer um ao sono imediato.
Não só uma aula de histórias em quadrinhos, “Sandman” é também uma grande colaboração para a literatura pop mundial, onde linguagens, técnicas e tendências se misturam em fábulas com roupagens contemporâneas que induzem à identificação do leitor e à reflexão.
Procure conhecer que certamente valerá a pena.