Bem vindo e fique a vontade. Agradecemos qualquer comentário, sugestão, crítica ou colaboração.

quarta-feira, 28 de março de 2012

Lobo

Criado para DC Comics no início da década de 80 pelo roteirista Roger Slifer e pelo desenhista Keith Giffen (ambos norte americanos).  Lobo é um anti herói, extra terrestre, anti social, ultra violento do planeta Czárnia.  Atua como caçador de recompensas intergaláctico e não mede consequências no tocante a seu poder destrutivo que é sempre executado com excelência, prazer e muito humor negro.
O temível personagem
da DC Comics
O visual do “figura” já é de dar medo.  Cabelos compridos assanhados, roupas estilo punk rock, pele branca, olhos completamente vermelhos, sem íris rodeados por manchas pretas no estilo de Gene Simmons, da banda Kiss.  Quase dois metros de altura, porte físico anabolizado e uma moto espacial de dar inveja ao Motoqueiro Fantasma da Marvel Comics.  Seus poderes beiram o ilimitado.  Força física monstruosa, imortalidade, fator de cura, poder de regeneração, capacidade de auto clonagem, faro mais apurado do que o animal canino que lhe dá nome, sentido de rastreabilidade paranormal, resistência ao fogo e não necessita de oxigênio para viver.  Só não é um deus porque é extremamente destrutivo e se consolidou o último czarniano, por ter assassinado toda a sua raça em seu planeta natal.
Simon Bisley ilustrando clássico
Apesar de sua personalidade insana e brutalidade doentia, é fiel em seu código de ética ao cumprir metodicamente o acordado no seu serviço de mercenário.  Com todas essas peculiaridades, rapidamente ganhou sucesso no mundo das histórias em quadrinhos e uma legião de fãs.  Seu exotismo levou-o imediatamente ao encontro de outros personagens como BatmanSupermanJuiz DreddWolverineMáskaraDarkseid dentre outros.  Claro que quase todos foram derrotados.  Superman foi até morto pelo czarniano descontrolado.
Começou participando como coadjuvante das histórias de vários outros personagens e fez parte até da Liga da Justiça, por um curto período de tempo, mas a ascensão lhe deu logo uma revista solo publicada nos Estados Unidos.  Aqui já teve várias edições publicadas, mas muita coisa ainda não foi lançada e permanece inédita no Brasil.  Destaque indiscutível para “Lobo Está Morto”, onde é explicada hilariamente sua imortalidade.  Outra recomendação vai para “Lobo Versus Papai Noel”, desenhada por ninguém menos que Simon Bisley.
As histórias de Lobo podem até parecer imorais por abusarem da demência brutal, mas toda sua ultra violência é encarada com sarcasmo pelo alto índice de humor negro, por muitas vezes hilário que leva às gargalhadas.  Com toda essa exclusividade trata-se de um ser, no mínimo, curioso que vale a pena ser lido.  Extremamente recomendável para quem deseja algo diferente do universo da DC Comics.  Diversão gratuita e direta.